Casar 2013

Começou hoje o Casar 2013, uma das maiores feiras de casamento do estado de São Paulo (e, talvez, do brasil, não sei). Eu queria muito estar lá, mas, pena que não dá…

Bom, mais de 100 expositores da área estão lá, os melhores em cada ramo. Tem de tudo o que você possa imaginar para sua festa: desde o vestido de noiva até as lembrancinhas.

Deve ser muito bom!

Serviço
De 11 a 14 de abril
Horário: das 14h às 21h
Local: Casa Petra – Moema
Av. Aratãs, 1010 – Moema
São Paulo/SP
www.eventocasar.com.br

Anúncios

Dicas de livros

Bom, eu já dei pra vocês muitas ideias de decoração, vestidos, cores, buquês, inspirações, etc. Hoje, quero compartilhar com vocês uma coisa que eu acho muito importante:  o cuidado não com os preparativos para a festa do casamento, mas com casamento em si, ou seja, com a vida a dois após a festa.

Este post aqui do site Casarei, me inspirou para dar dicas de livros que falam sobre o planejamento familiar e sobre como construir um casamento duradouro e feliz. No post, a autora, Jane, fala sobre as duas palavras diferentes para casamento que há no inglês: “o wedding (a festa do casamento) e o marriage (a união, a família, o que vem depois do wedding)” e fala sobre a importância de a gente se procupar principalmente com o marriage, pois, se não, a festa não valerá a pena e terá sido apenas uma festa sem sentido algum, afinal, o que importa mesmo é o amor entre os noivos, não é mesmo? Por isso, resolvi dar dicas de dois livros muito bons que te ajudam a acreditar (e cultivar) o casamento como um relacionamento de contínuas demonstrações de amor, ou seja, que te ajudam a cultivar o marriage, e não apenas o wedding.

O primeiro livro que quero indicar é O Casamento que Você Sempre Quis, de Gary Chapman. É um livro ótimo, escrito de forma leve e gostosa de ler, com ensinamentos práticos e bíblicos (pois o autor é um pastor e conselheiro familiar norte-americano com vasta experiência no aconselhamento de casais). O intuito do livro é nos ensinar o caminho que leva a uma união estável, harmônica e, principalmente, marcada por amor e compreensão. Leia, porque este livro mostra que aquelas pessoas que dizem que “casar é se enforcar”, que “depois do casamento muda tudo” e que não acreditam em amor, estão totalmente equivocadas e que para o casamento ser bom e feliz, é preciso ter um comprometimento sério do casal, que realmente se leve a sério a expressão “até que a morte os separe” e que haja um esforço contínuo de ambos (e não só ficar esperando a mudança no outro e ficar criticando o outro esquecendo dos seus próprios erros e fraquezas) para se ter o casamento que sempre se quis.

O segundo livro que quero indicar aqui é Família S/A – O desafio de construir uma família estruturada, de Josué Campanhã. É um livro essencialmente prático, que fornece para os casais dicas de como detectar as necessidades de cada membro da família, seus problemas e desafios. O autor, escritor, palestrante na área de liderança, planejamento e família e consultor em planejamento, nos convida, nesta obra, a refletir sobre a missão da família e aconselha o leitor a fazer um check-up familiar, levando em conta os planos, desejos e sonhos de todos membros da família, além das frustrações, ansiedades, decepções e conflitos. Ao final de cada capítulo há uma “tarefa de casa”, com exercícios práticos para que o casal estruture planos de ação para a família, seguindo um objetivo único, que deve ser traçado de acordo com o perfil e expectativas de cada família. É também um livro de leitura fácil, e que nos mostra o quanto é importante planejar a vida em família, para que não vivamos a esmo, sem objetivo nenhum, e para que não nos percamos no caminho e nos tornemos uma família totalmente desestruturada.

Os dois livros são muito bons e espero que eu possa ter ajudado vocês com essas dicas de leitura, afinal, é preciso celebrar o amor não só na festa de casamento, mas também, e principalmente, na vida diária do casal!

Sobre a taxa do ECAD

Você sabia que, entre os muitos gastos que se tem com o casamento, há mais um que pode atormentar nossa vida? Pois é, pra quem não sabe, o ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) pode vir a cobrar uma taxa em cima das músicas que serão tocadas no seu casamento, por questão de direitos autorais! Mas você sabia que essa cobrança é indevida? Leia este post aqui do site Vestida de Noiva, no qual uma advogada fala sobre isso e sana possíveis dúvidas sobre essa taxa.

Vamos nos informar e evitar que essa cobrança continue sendo feita para as festas de casamento!

Casando ao ar livre

Encontrei no site noivas.net esse texto abaixo, que ajuda muito as noivinhas que planejam se casar ao ar livre, assim como eu! Leiam e aproveitem as dicas!

Casamento ar livre

Casar ao livre é uma boa opção para quem não deseja em nenhum momento da cerimônia ou festa de casamento estar fechado entre paredes. Existem muitos lugares de beleza extraordinária que você pode eleger para cenário de seu casamento e jogar com as cores da Natureza, durante o dia ou a noite.

Você pode escolher um tema mais rural, casando em uma fazenda ou sítio ou então pode optar por um casamento de fundo marítimo na praia. Independentemente de onde você deseje celebrar seu casamento, ao escolher o lugar exato onde se realizará a cerimônia – que você naturalmente poderá usar para dar seguimento à festa – não se esqueça de verificar alguns pormenores para ter certeza que tal espaço é o adequado aos seus desejos e necessidades.

Ao escolher o local da cerimônia ao ar livre, é importante você ter certeza de que fará bom tempo. Chuva não será com certeza bem vinda nesse dia.

Escolha um lugar que seja facilmente acessível, de preferência conhecido pelos convidados. Para facilitar, envie para os seus convidados um pequeno cartão junto com o convite, com a morada e a forma de chegar. Um mapa e algumas indicações são sempre de ajuda.

Veja se o lugar em questão espaço suficiente para o número de pessoas convidados. Ninguém quer se sentir apertado e incomodado.

Se o local onde você deseja realizar seu casamento não tem as infraestruturas necessárias, considere providencia-las ou escolher um outro lugar. A presença de banheiro é indispensável e caso você sirva comes e bebes posteriormente, o espaço deverá estar equipado também de cozinha. E um lugar de abrigo, caso o tempo mude. Se a cerimônia ocorrer à noite, certifique-se de que haverá iluminação suficiente.

Informe-se e reserve com antecedência o espaço desejado, para o período de tempo que você planeja utilizá-lo.

Fonte: http://www.noivas.net/cerimonia/casamento-ar-livre/

As palavras de um noivo

Gente, hoje, no site Vestida de Noiva, tem um post que foi enviado por um noivo! É um texto bem legal, que mostra que é muito importante a participação do noivo nos properativos do casamento, afinal, é o início da vida a dois e nada melhor do que já começar com a ajuda mútua durante todo o processo de organização da festa! (E nada como celebrar o amor juntinhos, não é mesmo?)

Acessem este link (http://www.vestidadenoiva.com/cronica-de-um-noivo) e leiam esse texto inspirador não só para nós, noivas, como para os noivos que não são tão participativos assim!

A importância da assessoria

Você com certeza já deve tet ouvido falar em assessoria para casamentos. Mas você sabe o quanto é importante esse serviço? Neste post vou falar sobre isso e vou tentar mostrar pra vocês que a assessoria é uma das partes mais importantes da organização do seu casamento e que, se vocês puderem, e quiserem, o melhor é contratar esse serviço que nos ajuda muito e nos deixa mais tranquilas e felizes para curtir a festa como nos é de direito!

Foto: Blog Camila di Santi Assessoria

Primeiro vou colocar aqui um texto sore assessoria encontrado no site Guia de Casamento:

Qual o trabalho da Assessoria de Casamento?

São muitos detalhes que precisam de acompanhamento para se organizar um casamento: profissionais, prazos, orçamentos, além do estado emocional do casal. Daí a importância da Assessoria de Casamento.

Organizar um evento grandioso como um casamento não é mesmo tarefa fácil. São muitos detalhes que precisam de acompanhamento: diversos profissionais, prazos a cumprir, orçamentos… sem contar o estado emocional do casal, que, na maioria das vezes, possui outras obrigações além do casamento. Um bom planejamento é imprescindível para que tudo ocorra da maneira que você sempre sonhou.

A noiva em geral não sabe por onde começar e, por causa dessa falta de experiência, os noivos correm o risco de investir muito mais do que o esperado do seu tempo e dinheiro. Isso no momento em que as finanças do casal devem estar perfeitamente em ordem para a nova fase da vida.

Daí a importância do profissional de Consultoria e Assessoria de Casamento (algumas empresas e profissionais preferem usar o termo em inglês “Wedding Planner”), que planeja todo o evento para que nenhum detalhe seja esquecido ou desprezado. A assessoria facilita não só a vida dos noivos, mas também das famílias, deixando todos tranquilos, seguros e com a certeza de que nada passará despercebido.

Os noivos devem ser a fonte de inspiração da assessora, para que o resultado final seja a realização do sonho deles. Tudo deverá ser escolhido, combinado, contratado, confirmado, revisto e acompanhado de perto, garantindo que todos os profissionais envolvidos façam seu trabalho corretamente e no tempo certo.

Muitas empresas trabalham com tipos de assessorias diferenciados. Em geral os nomes e serviços incluídos nos pacotes variam de profissional para profissional. Veja alguns modelos de pacotes de assessoria:

Assessoria Completa

O profissional cuida de tudo. A assessora apresentará os orçamentos de fornecedores aos noivos, onde a partir daí, irão fazer visitas e degustações, para que possam escolher ofornecedor ideal; acompanhará o fechamento dos contratos e elaborará o cronograma e planejamento do evento além de marcar reunião para acompanhamento do cronograma e verificação dos detalhes finais.

Assessoria Personalizada

Os noivos se reunem com a assessora e definem quais as tarefas que eles irão cuidar pessoalmente e quais serão passadas para o profissional. Pode ser solicitado também a assessoria para dia do evento.

Assessoria do Dia

A assessora não tem participação alguma nas escolhas de fornecedores; tomará conhecimento apenas dos contratos assinados com os fornecedores e realizará reunião com os fornecedores para verificação dos detalhes finais. No dia do evento cuida do cerimonial e fiscaliza o cumprimento dos contratos e as prestações dos serviços.

Os assessores de casamento são como “anjos da guarda”, organizando e planejando o evento desde a confecção dos convites até a coordenação do cerimonial, assumindo todas as responsabilidades e deixando os noivos tranquilos, como se fossem convidados em sua própria festa.

Fonte: http://www.guiadecasamento.com.br/casamento_assessoria_de_casamento.php

Bom gente, agora que vocês viram a definição de cada tipo de assessoria, vou dizer pra vocês que, antes de contratar qualquer tipo desses serviços, é necessário que vocês pesquisem bastante e entrem em contato com as(os) assessoras(es) que mais lhe chamarem a atenção e, daí, conversar com todos eles e verificar qual te passou a melhor impressão e qual combinou mais com você, e isso, tanto de trabalho realizado quanto da própria personalidade do(a) assessor(a). Isso é muito importante, afinal, esse profissional vai passar muito tempo com você, para realizar seu casamento do seu jeito, por isso, precisa haver total empatia entre vocês, pra que o trabalho flua melhor e tudo seja realmente do jeito que você quiser!

E lembrem-se: você até pode organizar tudo sozinha, mas o trabalho de um assessor ajuda muito, pois ele dá dicas preciosas, que, talvez, você nunca fosse pensar sozinha (e isso por experiência própria: contratei os serviços de assessoria do dia, que servirá como uma assessoria parcial, e, logo no primeiro encontro com a assessora, ela já me falou de muitas coisas que eu havia esquecido de verificar cm os fornecedores já contratados, e já me ajudou muito!).

Enfim, escolham o tipo de assessoria que se encaixe melhor no seu caso e vão fundo, pois é um serviço muito importante e de extrema ajuda!

P.S.: Desculpem-me pelo post extenso, me empolguei… rs

Nem tudo são flores…

É esse o título de um texto sobre decoração escrito pela assessora e decoradora de eventos  Carolina Souza Lima, do Rio de Janeiro. Eu o li no blog Perfeito Casamento e achei muito bom, com ideias ótimas sobre decoração de casamento! Então, vou compartilhá-lo aqui com vocês.

“Sempre que se pensa em Decoração, a primeira coisa que vem a cabeça são as flores. São tantas espécies, tantas cores, pequenas, grandes, delicadas, enfim, são tantos estilos que as noivas ficam desesperadas e querendo caprichar ao máximo nesse quesito, ao contrário dos noivos, que acham um dinheiro super mal gasto.Só que o que a maioria esquece é que decoração são flores, sim, mas a cada dia as decorações modernas se utilizam de novas técnicas e “detalhes” que fazem muita diferença no resultado final.

Um primeiro exemplo disso são as velas, em muitos tamanhos, formatos e alturas, algumas flutuantes, outras suspensas, ou até em armações fixas, ou parte dos arranjos de mesa.

Sem dúvidas, as velas dão um toque super delicado e aconchegante. Trazem uma iluminação que torna o ambiente mais intimista, mais acolhedor sem falar no efeito visual. Essa é uma das saídas mais interessantes para tornar a decoração rica e super romântica.

Além das velas, existem também os galhos secos, alguns com flores, outros misturados a elas, que dão um toque elegante, imponente e moderno. Alguns decoradores usam e abusam desse efeito, fazendo arranjos bastante altos que saltam do meio da mesa e tornam o visual do salão algo que beira o cinematográfico. Esses galhos também são muito usados apenas nos arranjos das portas principal, no caminho de entrada do salão, ou em lugares estratégicos para preencher e criar um efeito visual interessante. Muitas das vezes, eles são acompanhados de iluminação indireta, refletindo cores e se destacando ainda mais.

São usadas também mutas folhagens, principalmente nos arranjos para a cerimônia religiosa que trazem um visual mais homogêneo, e que, acompanhados de flores e chuva de prata (ou ouro) ficam super interessantes.

Observe também a quantidade enorme de diferentes suportes para os arranjos das mesas de convidados ou da mesa de doces ou bolo que existem no mercado. São muitos os tipos, tamanhos e materiais de que são feitos (juta, vidro, inox, prata, acrílico, folhas naturais, bamboo, forrados de espelho, etc) e a cada dia mais a mistura de dois arranjos diferentes são utlizados, dentro de um padrão, claro. Nesses casos, intercalando arranjos altos e baixos, é possível dar mobilidade ao visual do salão, compondo muito bem os ambientes. O principal, nesse caso, é manter uma unidade entre si, sem destoar os estilos, alterando apenas formatos e tamanhos.

Outra técnica muito interessante, ainda pouco explorada, são as estampas em tecidos, não só das toalhas, mas em cortinas, guardanapos de mesa, no estofado dos móveis e colunas, por exemplo. Entretanto, como tudo o que é demasiadamente colorido e cheio de detalhes confunde a visão, tenha muito cuidado na hora de combiná-los, optando sempre por bases neutras e discretas para não virar um baile de carnaval.

A cada combinação de flores e cores, com velas ou sem, utilizando tecidos ou não, a decoração vai mudando de cara e seguindo um estilo próprio. Por isso, é importante saber o que quer e qual o visual que você quer que predomine na sua festa.

No caso de festas que comecem depois das 20 horas, por exemplo, a tendência é se usar e abusar de arranjos altos, muita iluminação indireta, velas em abundância, lustres, e o estilo de festa geralmente parte para algo mais cheio de glamour, elegância, cada vez mais se buscando o inovador, ousando e criando visuais estonteantes aos convidados. Utilizar estampas clássicas, como preto, é bem-vindo, assim como listras, que dão um toque clássico. As cores vibrantes ganham efeito com a iluminação, mas cuidado com os tecidos estampados.

Já se o seu evento começa num fim de tarde, ou seja, começa ainda com a luz do sol presente, as velas não são um efeito interessante, já não são tão notadas, não causam tanto impacto inicial, visto que os convidados chegam com o local ainda claro, e ao longo da festa dificilmente repararão em detalhes minuciosos. O ideal é abusar de flores mais chamativas, criando um visual de impacto juntamente com a combinação das cores, de forma a apelar mais para o visual dos arranjos e o contexto das mesas durante o dia. Caso queira utilizar velas, vá em frente! Mas, concentre-as em locais de fácil destaque, como espaços de passagem constante dos convidados ou nos arranjos de mesa, desde que tenha alguém que tenha a responsabilidade de acender e checar as velas ao longo do evento para que permaneçam sempre acessas. Use os tecidos em pequenos detalhes, como nas costas das cadeiras, em um ou outro puff, em cores mais vibrantes, dentro daquelas que elegeu para a sua festa.

Algumas regras acima se mantém se a sua festa acontece durante o dia, iniciando pela manhã. As velas estão praticamente descartadas, a não ser as flutuantes, que tem a sua graça, apesar de não reluzirem com tanto destaque. No geral, a decoração para as festas diurnas são mais simples, com flores do campo, mas seria interessante adotar um visual menos trivial, partindo para detalhes mais nobres, colocando orquídeas ou lírios, que são lindos e se destacam durante o dia por serem singelos e elegantes. Utilize-os em pequenas quantidades, apenas pontuando arranjos de grande visibilidade. Nesses eventos, abuse também das cores, faça delas um aliado na decoração, já que você não terá a seu favor as técnicas de iluminação (nem o charme das velas). Abuse um pouco mais dos tecidos em temas florais, como em sofás de lounges ou nos assentos das cadeiras, se estas fossem estofadas.

O importante é escolher um padrão, um conceito de estética e segui-lo, sem destoar entre diversos estilos para não deixar o ambiente confuso. Seja autêntica na medida do seu gosto e muito franca com o seu decorador sobre o que quer. Se achar que ele (a) está ousando demais e fugindo do que você quer, avise-o (a) e deixe claro que você não pretende inovar tanto. Pense sempre que ser diferente, contemporâneo, é ótimo, um clima de festa moderna está super em alta, mas nem todos os convidados captam totalmente essas novidades. Ouse, sim, mas não perca o clássico e moderado de vista.”

Carolina Souza Lima
Organização e Produção de Eventos

Fonte: Blog Perfeito Casamento